domingo, 13 de março de 2011

ANTES DE CRISTO/DEPOIS DE CRISTO (2 CORÍNTIOS 5.17)

      Podemos dividir nossa vida da mesma forma em que se divide a cronologia cristã. Antes de Cristo e Depois de Cristo. AC/DC. E de fato, há uma linha tênue e ampla que separa esses dois extremos.
      O Apóstolo Paulo ao escrever aos crentes de Éfeso, no capítulo 2 de efésios versículo 2, afirma que nos antes de Cristo éramos desobedientes, seguíamos o curso deste mundo sob a influência do inimigo, e do espírito que atua nos filhos da desobediência. Antes de Cristo estávamos mortos em nossos delitos e pecados.
      Essa morte a princípio se refere à morte espiritual, que separa eternamente todos do criador, concedendo-lhes a perdição eterna. Mas se estávamos mortos em nossos delitos e pecados no sentido de salvação eterna, podemos inferir que todas as outras áreas de nossas vidas também estavam mortas, pois não havia a presença de Cristo nem sua aprovação gloriosa e soberana. Toda a nossa vida estava morta espiritualmente falando, pois nenhum de nossos esforços poderia reverter esse quadro.
      Porém com a encarnação de Jesus, o Verbo de Deus, experimentamos a realidade transformadora do que chamamos de “Depois de Cristo”. O quadro aterrorizante de morte total em nossas vidas foi revertido pelo poder sobrenatural de Cristo Jesus, nosso redentor.
      O apóstolo Paulo ao escrever para os crentes de Corinto, o fez porque essa comunidade não estava vivendo o novo de Deus. Marcas da antiga vida ainda afetava a vida dos crentes dessa cidade. Havia nessa comunidade cristã competições, imoralidade, facções, inveja, fanatismo religioso, litígio, e muitos outros problemas que na realidade demonstravam nesses irmãos que o velho homem não tinha de fato sido mortificado e sepultado.
      Com toda a certeza, outros problemas eram vividos por essa comunidade. Se havia imoralidade, então havia problemas na família; se havia litígio, competição e inveja, então havia raiva, rancor, e talvez ódio e espírito vingativo. Se existia isso tudo, era um sinal de que essas pessoas precisavam sair do Antes, sem Jesus e entrar no Depois com Jesus.
      Aquele que vive o Depois com Jesus então passou da morte para a vida. Passou de uma vida de derrota para uma vida de vitória. Passou da escuridão para a luz. E não somente no sentido de eternidade mas no plano atual, foi salvo da perdição e da derrota eminente. Cristo pode mudar nossa sorte a partir de uma verdadeira transformação espiritual, que nos traga uma nova vida. Como isso se processa?
      I) A PARTIR DO NOVO NASCIMENTO, NOSSA VIDA ESPIRITUAL É RENOVADA. (V. 17)
      Meus amados, quando nascemos de novo, há um compromisso maior de Deus para conosco e conseqüentemente, nos também assumimos um compromisso real com Ele. Isso implica que agora vivo sua vida e não mais a minha. As marcas do passado ficam para traz, junto com a antiga natureza. Se eu era mentiroso agora falo somente a verdade. Se eu era invejoso, agora sou amoroso, se eu tinha ódio, agora tenho amor para abençoar as vidas das pessoas. As coisas antigas passaram, e tudo se fez novo. Esse tudo significa tudo mesmo. Antes éramos mortos e agora estamos vivos, ressuscitados com Cristo.
      A nova natureza precisa substituir a antiga. Meu querido quando o Senhor nos faz nascer Dele, nossa vida Espiritual é totalmente renovada. Tudo se torna novo. Nasça de novo e deixe sua vida espiritual ter uma reviravolta sobrenatural, positiva e transformadora.
      II) A PARTIR DO NOVO NASCIMENTO, DEIXAMOS DE SER DERROTADOS E PASSAMOS A SER MAIS QUE VENCEDORES EM CRISTO. (EZ. 37.10)
      Igreja, o que aconteceu no vale de ossos secos segundo a visão dada por Deus ao profeta Ezequiel representa de forma autêntica o que o apóstolo Paulo menciona em Efésios 2. Porém, no versículo 10 de Ezequiel 37 a seguinte sentença é propositalmente enfatizada: os mortos derrotados se transformam em soldados a partir da obra vivificadora de Cristo Jesus, e de mortos derrotados agora se transformam em pessoas preparadas para vencer. Romanos 8.37 nos afirma que aquele que nasceu de novo em Cristo e nele permanece é mais do que vencedor.
      Se você realmente nascer de novo e permanecer em Cristo, a Palavra de Deus vai se cumprir sobre sua vida espiritual, sua vida familiar, sobre seu casamento, sobre suas finanças, sobre sua saúde, etc.
      III) A PARTIR DO NOVO NASCIMENTO RECEBEMOS DE CRISTO, O MINISTÉRIO DA RECONCILIAÇÃO. (2 CO. 5. 18, 19)
      Isso quer dizer que somos instrumentos de Deus para reconciliação daqueles que andam em trevas, afastados do Senhor. Meu amado, minha amada, nós antes de Cristo estávamos separados do criador devido à natureza pecaminosa que herdamos de Adão. Mas agora, depois que Cristo entrou em nossos corações agora herdamos a natureza santificadora e restauradora do segundo Adão, Jesus, que veio para reverter a queda e nos ligar novamente ao Pai.
      Recebemos como privilégio e ao mesmo tempo como responsabilidade, a palavra da reconciliação. Somos responsáveis por levarmos as pessoas a Cristo. Eu e você fomos reconciliados para reconciliar.
      Deus quer nos usar para reconciliar pessoas com Deus, mas somos chamados também para promover a transformação reconciliadora de Cristo em nossos lares, na vida das pessoas que nos cercam, no trabalho, na escola, enfim em todos os lugares. Você e eu fomos chamados para sermos instrumentos de transformação nas mãos do redentor.
      Que nessa noite você volte para sua casa não vivendo o “antes” de Cristo, quando sua vida era uma completa derrota e você não tinha salvação, nem agora nem no porvir mas que em nome do redentor, você viva o “depois” de Cristo, isto é, uma vida moldada na palavra de Deus, pautada em seus eternos auspícios, e que em nome de Jesus, você possa gerar reconciliação por onde quer que passar. Enfim, Sê tu uma Bênção (Genesis 12.2) Em nome de Jesus, amém.

Rev. Adeir Goulart da Cruz





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que você achou desse blog ou das mensagens postadas.